Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Penitência

Diarística. Autoficção. Rompantes mais ou menos semânticos.

Penitência

Diarística. Autoficção. Rompantes mais ou menos semânticos.

Pedagogia proética

macera implume cresce para o corte o desacato, a húbris fina desobedece não a fiz p'rá conivência p'ra posar sem desatino a criança é como um verso choca e abomina        

o erro de Friedrich

Não fora Nietzsche, andávamos bem felizes a orar a Deus, assim, voltámos as mãos para a humanidade que, endeusada, se fez de mouca como os deuses que inventara. Não se aponta a cauda do (...)

vinte

Gosto de acordar com vinte anos, não limpar os pés, falar com a boca cheia, pôr a bandeira ao ombro, cuspir para o ar e apontar os outros. Mas o que mais gosto com vinte anos é olhar (...)

Saudade

  Tinhas uma cadeira verde -- tu, nome doloroso, a outra, de cosmos --  era de plástico pintado e começava a descascar dos excessos encostos ao muro onde vinham as lagartixas consagrar (...)